terça-feira, 11 de dezembro de 2007

O mergulho na graça (Jo 5:1-18)

Um homem enfermo há trinta e oito anos crendo que a religião com suas tradições e fórmulas iriam curá-lo...

Isso se porventura alguém num ato de compaixão o conduzisse ao tanque cujas águas curavam, quando tocadas por um anjo que de tempo em tempo aparecia por lá, contando também que nenhum outro enfermo entrasse antes dele.

A religião não conduz ninguém a cura, pois ela mesma está enferma enquanto seus enfermos aguardam que ela os conduza ao mergulho na graça e misericórdia.

Mas um dia, um dia de sábado, Jesus a própria graça e misericórdia de Deus encarnadas em um só ser e não em algo, se coloca diante dele sem o intermédio da religião e suas regras.

As regras da religião são impossíveis de serem seguidas sem que se transforme em disputa para ver quem chega primeiro ou quem é melhor, já a graça e a misericórdia de Deus são para todos.

A graça não complica, ela simplesmente aplica a misericórdia para aqueles que a necessitam sem se importar com o dia, pois todo dia é dia da misericórdia se renovar nas vidas daqueles que aguardam a graça de Deus.

A graça de Deus...
ama sem medida o pecador.
aconselha sem desmerecer o necessitado.
trata sem ofender o ferido.
cura sem méritos humanos.

Por que todos nós temos recebido da sua plenitude graça sobre graça. Por que a lei foi dada por intermédio de Moisés; a graça e a verdade vieram por meio de JESUS CRISTO” Jo 1:16,17

Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens” Tt 2:11

Um comentário:

Evandro Oliveira disse...

Caro irmão em Cristo,
Graça e Paz!Visitei seu blog. Achei-o ótimo, continui assim, cada vez mais sentindo e vivendo na Graça que salva e liberta e na Paz que excede todo entendimento. Muito me alegra seu desejo de editar meu blog como link no seu, sinta-se autorizado. Pastor Evandro Oliveira, pr.evandroliveira@gmail.com