sexta-feira, 2 de junho de 2017

Precisamos estar com Jesus.


"Vendo a coragem de Pedro e de João, e percebendo que eram homens comuns e sem instrução, ficaram admirados e reconheceram que eles haviam estado com Jesus"Atos 4:13

Quando lemos no livro de Atos dos Apóstolos a intrepidez de Pedro para anunciar a palavra, ficamos embasbacados que há 50 dias ele havia negado qualquer ligação com Jesus.

Essa mudança na vida de Pedro que surpreendeu os que ouviam, só pode ter uma explicação: o revestimento do Espírito tinha mudado completamente sua preocupação consigo mesmo. Os sentimentos carnais como medo, soberba, orgulho etc... sumiram, assim como também sumirá na vida daqueles que serão avivados.

Só seremos avivados se buscarmos intensamente a intimidade com o Senhor, e isso através da oração e leitura da palavra.
Evan Roberts o principal líder do avivamento em Gales, passou 13 anos orando por avivamento até que em uma manhã o Senhor enviou o avivamento que mudou todo um país.

Estamos dispostos a orar e confiar que Deus no seu tempo agirá?

Certa vez questionaram o interesse de Benjamim Franklin em ouvir a pregação de George Whitefield já que ele não acreditava no que era pregado. Benjamim Franklin respondeu; É verdade eu não creio, mas ele crê!

Temos convicção no que pregamos?

Assim como reconheceram que Pedro havia estado com Jesus, muitos também dirão: Vocês estiveram com Jesus!

terça-feira, 30 de maio de 2017

O Noivo vem!!!


A parábola das dez virgens - Mateus 25:1-13

Não tem como compreender este texto com o contexto do casamento ocidental. O casamento judeu tinha duas fases. Primeiro, o noivo ia à casa da noiva para busca-la e cumprir com a cerimônia religiosa. Depois levava a noiva para a sua própria casa onde começavam as festividades, e os convidados e as damas de honra iam atrás com suas tochas iluminando o caminho.
Para andar nas ruas à noite, era necessário o uso de lâmpadas ou tochas.   
Obs.: as virgens não esperavam casar-se com o noivo, este não é um casamento polígamo.

Alguns explicam as virgens como sendo os membros da igreja as vésperas da volta de Cristo, já outros aplicam a parábola aos judeus remanescentes da tribulação. O mais, importante é focar no tema central da parábola, que é vigiar e isso se aplica a qualquer dos dois grupos.

Esta parábola não trata de crentes e não crentes, muito menos de “desviados” e crentes. Ao lermos o texto, reparamos que todas eram:
  
Virgens – crentes que professam fé pura, sem contaminação.     
Estavam com suas lâmpadas acesas – Tinham o conhecimento da festa.
Foram ao encontro do noivo – Estavam ativas.
Todas cochilaram – O cansaço tomou conta de todas. “Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança.” I Ts 4:13

Só notamos a diferença entre elas no momento em que o noivo chega! v.6

Meia noite – momento em que não se espera visita, momento em que se encerra qualquer atividade, momento de total descanso.

Falta de Azeite – não adianta ter o conhecimento da vinda do noivo se não tiver a reserva de azeite! Enquanto esperamos a volta de Cristo se faz necessário o trasbordar do Espirito Santo.
Sem Ele faremos a obra na força do nosso braço, a teoria da verdade, se não estiver acompanhada da presença do Espirito Santo não será suficiente para santificar o coração e transformar o caráter.

Vai e compra – Não vai adiantar ir comprar azeite com terceiros, cada um tem que desenvolver sua própria intimidade com Cristo (os dons e os frutos que vem de Deus não podem ser comprados).     

Não vos conheço – Como Ele não conhecia as tolas?
Ele não conhecia o testemunho, as obras o estilo de vidas delas!
Existem aqueles que conhecem os mandamentos e promessas do Senhor, mas não permitem que eles transformem a sua vida. Vive adequando o evangelho a vida delas, quando deveria ser o contrario. Buscam louvores de homens e não fazer a vontade de Deus. Mt 7:22

Prudentes: Mt 5:16 à “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.”

Tolas: Mt 6:1 à “Guardai-vos de fazer a vossa esmola diante dos homens, para serdes vistos por eles; aliás, não tereis galardão junto de vosso Pai, que está nos céus.”

O noivo quer que haja tempo para o arrependimento: “O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se. Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão.” 2 Pedro 3:9,10

Conclusão:
Como está a nossa intimidade com Cristo?
Se Ele viesse hoje, qual grupo você se identifica?
Hoje a porta está aberta, hoje é tempo para arrependimento, hoje é dia de desenvolver relacionamento com Cristo. Venha oremos e falaremos juntos; Maranata Senhor Jesus. (Ap. 22:20)


Bibliografia: Comentário D.L Moody, Comentário Spurgeon, As 10 Virgens Murray Mc Cheyne.